Home > Notícias
27/09/2021

Morre Luiz F. Gusmão

Faleceu no começo da madrugada desta segunda-feira (27), aos 92 anos, Luiz Fernando de Paula Gusmão. Ele foi diretor do Grupo Sinos por cerca de três décadas, sendo boa parte no comando do jornal Exclusivo e da revista Lançamentos, tornando estas publicações referências globais no segmento coureiro-calçadista. "O Luiz Fernando foi uma grande figura do setor, com quem tivemos longa a agradável convivência por várias décadas. Atencioso, sempre tinha uma palavra de otimismo nas várias crises que o setor coureiro-calçadista passou. Pessoa extremamente cordial, um gentleman. Vai fazer falta", declara o fundador e presidente da COUROMODA, Francisco Santos.

"Diretor extremamente exigente e perfeccionista, o senhor Luiz Fernando, como o chamávamos, ajudou a tornar melhores profissionais todos que tiveram a honra de trabalhar com ele. Ser humano generoso e dono de uma cultura geral invejável, fará muita falta e deixa um legado de seriedade, otimismo e inovação, sempre criando novos projetos e colaborando para a união e desenvolvimento do setor", enfatiza o jornalista Mauro Moraes, atualmente editor-chefe do portal COUROMODA.COM e que foi editor-chefe do jornal Exclusivo por quase uma década.

Luiz Fernando Gusmão morava em Novo Hamburgo e estava internado no Hospital Unimed desde o início da semana passada. Ele deixa a esposa Stela e os filhos Ricardo, Marcel, Marina e Luiz Fernando; a nora Maíra e os netos Renata (in memoriam), Vitor e Lucas. O velório será a partir das 10 horas, no Cemitério Jardim da Memória, e a cerimônia de cremação está marcada para as 18 horas desta segunda-feira (27).

Filho de João Gusmão e Maria Emília de Paula, vereadora de São Leopoldo que, em 1959, tornou-se a primeira prefeita do município, Luiz Fernando era irmão dos fundadores do Grupo Sinos Paulo Sérgio e Mario Gusmão. Mantinha negócios em São Paulo quando, no fim dos anos 1970, voltou ao Rio Grande do Sul para trabalhar no Grupo Sinos. Ao longo de cerca de três décadas foi diretor do Jornal VS, da Rádio ABC, do Jornal Exclusivo e da Revista Lançamentos. Também foi diretor de Relações com a Comunidade e de Projetos Especiais do Grupo Sinos. Além de forte envolvimento regional, trabalhou muito próximo do cluster coureiro-calçadista.

Homem de diversas paixões e talentos
Entre tantas iniciativas, foi criador dos prêmios "Destaque" e "Garra de Ouro", ambos de valorização do setor. Também criou, juntamente com a esposa Stela, o projeto Vitrines da Europa, que antecipava às indústrias e aos lojistas brasileiros o que era tendência nas principais metrópoles do mundo. Ao longo de sua trajetória no Grupo Sinos, Luiz Fernando Gusmão também dirigiu projetos que fizeram história, como ABC Alfabetizando, O Rio dos Sinos é Nosso e Jornal na Sala de Aula. Este último conquistou reconhecimento internacional da Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP) para a iniciativa do Grupo Sinos.

Em 2015, ao ser homenageado pela Câmara de Vereadores de Novo Hamburgo, Luiz Fernando Gusmão declarou que "a única coisa que nós sabemos e temos certeza é que um dia nós teremos que ir embora, e que deste momento até o momento que virá, o tempo tem que ser bem aproveitado". Era um apaixonado por deixar sua marca nas atividades que participou. Pesquisador e profundo conhecedor da história regional, mantinha em seu apartamento uma biblioteca invejável. Era tetraneto do pastor Friedrich Christian Klingelhöfer, que chegou ao Brasil em 1825 com mulher e quatro filhos e ficou conhecido como o Pastor Farrapo, morto em combate por tropas imperiais em 1838.

Luiz Fernando Gusmão era membro e chegou a participar da diretoria do Instituto Genealógico Brasileiro. Sua última entrevista ao Jornal NH foi em março deste ano, quando falou sobre a participação de seu avô, Carlos Octaviano de Paula, no processo de emancipação de Novo Hamburgo.